Brasília, Domingo, 03 de Março de 2024

Poder e Saúde

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Página Inicial Amenidades Iluminação verde no prédio da Câmara Lembra Dia Nacional de Combate ao Glaucoma (26 de Maio)

Iluminação verde no prédio da Câmara Lembra Dia Nacional de Combate ao Glaucoma (26 de Maio)

E-mail Imprimir PDF

Iluminação verde no prédio da Câmara Lembra Dia Nacional de Combate ao Glaucoma 26 de Maio

Iluminação verde no prédio da Câmara Lembra Dia Nacional de Combate ao Glaucoma (26 de Maio).

O prédio da Câmara dos Deputados recebe iluminação verde desta quinta (20) até sábado (22) pelo Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. O objetivo da data, de acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, é estimular ações de conscientização sobre a doença e o diagnóstico precoce para evitar perda da visão.

O glaucoma é uma neuropatia óptica que não tem cura, mas que pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. A doença é progressiva, assintomática até seus estágios avançados e, se não for tratada, provoca lesões irreversíveis.

O principal fator de risco dessa doença é o aumento da pressão intraocular. Uma vez que 80% dos glaucomas não apresentam sintomas no início da doença; quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores serão as chances de conter a doença. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença é a segunda maior causa de cegueira no mundo, ficando atrás apenas da catarata.

Tratamento
O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece consultas, exames de diagnóstico, acompanhamento, tratamento oftalmológico e cirurgias para alguns casos. Alguns medicamentos para a doença são oferecidos pelo programa Farmácia Popular. E desde 2020, o SUS incorporou à lista de exames disponíveis a Tomografia de Coerência Óptica, que é uma tecnologia computadorizada de imagem que compara as medidas das fibras nervosas dos olhos com parâmetros de um olho saudável. O exame revela imagens de vários aspectos e várias camadas da retina e, a partir dessas imagens, é possível fazer o diagnóstico correto.

Fatores de risco
Existem uma série de fatores de risco que favorecem o aparecimento da doença, como idade avançada, hipertensão arterial, miopia elevada, raça negra e hereditariedade. Pessoas que têm parentes portadores de glaucoma, indivíduos com mais de 40 anos, pacientes com alto grau de miopia e diabéticos devem estar ainda mais atentos à realização de testes de rotina.

Fonte :  Agência Câmara